Saiba o que é Distúrbio do Sono e como isso pode estar te deixando cansado

Cansaço acumulado, sonolência durante o dia e alterações de humor repentinas podem ter relação com noites mal dormidas, especialmente quando esses sinais estão presentes por alguns dias ou semanas. O bom sono é essencial para uma manutenção diária da sua reserva de energia, seu ânimo para fazer as coisas e para manter o bom-humor. Porém, às vezes você está dormindo mal e não consegue nem mesmo entender o motivo por trás disso. Você pode não ter consciência disso, mas talvez esteja sofrendo com algum tipo de Distúrbio do Sono.


A curto e médio-prazo, isso pode afetar seu rendimento no trabalho, na escola ou na faculdade, além de causar transtornos mais graves, como ansiedade e depressão. E a longo-prazo, noites mal dormidas podem causar até mesmo problemas cardíacos. Por isso, é importante entender o motivo dessa falta de descanso durante seu sono, e é por isso que estamos aqui hoje. Vem com a gente entender mais sobre esse distúrbio!


O que é Distúrbio do Sono?

É quando uma pessoa não consegue manter um sono regular por conta de alguma alteração – seja ela respiratória, mental ou até por transtornos de movimentos. Os motivos por trás disso podem ser vários, até porque existe mais de um tipo de distúrbio. A ICSD, Classificação Internacional dos Distúrbios do Sono, classifica os vários tipos de problemas que existem em quatro categorias:

  • Dissonias: distúrbios que têm relação com a dificuldade de manter ou iniciar o sono;

  • Parassonias: distúrbios em que há alterações comportamentais ou fisiológicas durante o sono;

  • Distúrbios associados a questões médicas e psiquiátricas;

  • Sono proposto: síndromes sem definições específicas.

Alguns dos distúrbios mais conhecidos são a Insônia, Sonambulismo, Apneia do Sono, Terror Noturno e Paralisia do Sono. Vamos entender mais sobre eles?


Insônia

É o tipo de distúrbio do sono mais comum que existe. De acordo com a Associação Brasileira do Sono, cerca de 73 milhões de brasileiros têm algum grau de insônia. Este distúrbio, ao contrário do que muitas pessoas pensam, não tem apenas relação com a dificuldade de pegar no sono, mas também com casos em que as pessoas acordam a toda hora ou quando só conseguem dormir um número limitado (muito pequeno) de horas por noite. Normalmente, esse distúrbio está associado a outras coisas mais graves, como ansiedade, depressão e estresse.


Sonambulismo

É um distúrbio parassonal e que acontece quando o cérebro tem áreas ativadas que deveriam estar descansando durante o sono. Esse tipo é mais comum em crianças, mas pode afetar jovens e adultos também, ainda que em graus diferentes. Esses graus vão desde pequenas falas dormindo, até caminhadas que podem ser perigosas para a pessoa que é sonâmbula.


Apneia do Sono

Esse distúrbio tem a ver com problemas respiratórios, causando obstrução parcial ou total do fluxo de ar da garganta. Isso causa uma parada no fluxo respiratório e força a pessoa a respirar mais fundo – é por isso que ela pode acabar roncando ou emitindo sons mais altos, principalmente nessa liberação de ar. A apneia do sono pode causar problemas graves a longo-prazo, como hipertensão, insuficiência cardíaca, arritmia, diabetes e aumenta as chances de um derrame.


Terror Noturno

Outro caso de distúrbio que é mais comum em crianças. Neste, elas podem gritar, chorar e ter reações negativas por se sentirem assustadas, quase que em um sonambulismo. Quando acordam, não se lembram de nada. Quando isso afeta um adulto, ele pode acabar tendo comportamentos agressivos. Não se sabe muito bem de onde vem esse distúrbio, mas cientistas acreditam que ele está ligado a um estímulo diferente do sistema nervoso – pode ter relação com estresse, excesso de cansaço e uso de medicamentos.


Paralisia do Sono

Famoso por aparecer em alguns filmes de terror, esse distúrbio faz com que a pessoa não consiga se mexer ou falar. A sensação costuma durar alguns segundos ou até mesmo minutos, e tem relação com uma área do cérebro que dificulta o movimento de músculos logo depois de sair de um estágio de repouso – isso normalmente acontece depois do REM, o movimento rápido dos olhos, que é o estágio de descanso mais profundo do sono.


Como saber se tenho e o que fazer?

Esses distúrbios normalmente são acompanhados de sintomas bem claros, como vimos acima, mas também mostram outros sinais: se você acorda e se sente cansado; se está sonolento mesmo depois de dormir bem; se sente variações repentinas de humor. Todas essas coisas estão ligadas a uma noite mal dormida e a algum tipo de transtorno de sono. A recomendação é que você procure um neurologista para conseguir identificar qual é o seu problema e começar o tratamento. Lembre-se da importância de uma boa noite de sono! E, claro, se tiver alguma dúvida, fale com a equipe da ProNew por aqui.